/ Mensagens / Vaso Transbordante
Imprimir Notícia

Tamanho da letra

24/01/2015 às 13:35 por Mensagens
Vaso Transbordante
créditos:
Um professor pegou um vaso de vidro transparente, encheu-o de pedras e perguntou à classe:
- O que vocês acham, o vaso já está cheio?
- Sim, responderam os alunos.

O professor, então, pegou um pouco de pedrisco e despejou-o dentro do vaso, entre os espaços das pedras maiores.
- E agora, está cheio?
- Sim, responderam alguns.


O professor pegou uma lata de areia fina e a derramou dentro do vaso, preenchendo completamente os espaços.
- E agora?
- Agora, sim!

O professor pegou uma jarra de água e derramou-a dentro do vaso. Os alunos riram.
- Interessante?
- Sim, professor.
- Agora, observem o que acontece, se eu inverter a ordem.

Então, ele despejou tudo dentro de uma bacia, separou as pedras maiores, e devolveu ao vaso somente a areia, os pedriscos e a água.
Depois tentou devolver as pedras maiores, mas, nem todas elas couberam no vaso.
- O quê aprendemos com esta experiência?

Como ninguém arriscou um palpite, ele mesmo respondeu sua pergunta:
- A menos que você coloque primeiro as pedras grandes dentro do vaso, não mais conseguirá colocá-las lá dentro.

- Ok, professor, mas, o quê isso tudo tem a ver com nossa aula?
- As pedras grandes são as coisas realmente importantes da vida: Deus, família, trabalho. Quando você dá prioridade às coisas importantes (e mantem-se aberto para o novo) as demais coisas se ajustarão por si só. Mas, se você preencher sua vida somente com as coisas pequenas, como, por exemplo, dinheiro e bens materiais, então aquelas que são realmente importantes não terão espaço em sua vida.
Autor desconhecido

Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6.33

O tempo está passando, Jesus está às portas, e muitos não estão fazendo nada para Deus e por sua família!
Busque em sua memória, a última vez que você fez alguma coisa para que sua família seja salva?
Você quer ou não sua família no céu? Adorando à Deus do teu lado?
Sei que sim, por isso quero que em 1º lugar você avalie a sua convicção no plano de salvação: você já sabe? Entende? Obedece? Pratica? Está disposto à ir até o fim?
Com suas respostas positivas podemos ir adiante, falaremos sobre como uma família pode ser alcançada pela Salvação.
Abra sua Bíblia no livro de Atos 10:1-48, não iremos ler tudo, porém, quero que você se identifique neste texto. Veremos uma situação em que Pedro é chamado para ir até Cornélio, e a partir de agora tudo que se refere a Pedro, você substitui por EU, e tudo que se refere a Cornélio, você substitui por MINHA FAMÍLIA.
Vamos resumir o que se refere a Pedro=EU:
? Eu ouvi atento o que Deus ordenou e obedeci;
? Tratei bem a todos, mesmo os que não são da fé;
? Levei comigo irmãos para reforço espiritual e testemunho, e sempre conto com meus irmãos para caminharmos juntos;
? Eu não faço acepção de pessoas, pois aprendi com meu Deus!
? Eu procurei saber, e sempre me preocupo em saber, qual o propósito da minha vida, na vida das outras pessoas;
? Eu tenho convicção de que Deus quer salvar todas as pessoas, inclusive minha família.
? Eu sei e creio na verdadeira mensagem de Salvação de Cristo. Ele nasceu, viveu, morreu, resssuscitou, por nós para remissão de pecados.
? Eu creio que o Espírito Santo, pode e quer encher minha família;
? Eu sei que devo levá-los ao Batismo nas águas, encerrando assim, minha missão.
Agora vamos aprender para praticar, o que eu posso fazer para contribuir na Salvação da minha família.

1. IDENTIFICÁ-LOS
O artigo 5º da nossa constituição de 1988 diz: ?todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza?, isso é chamado em termo jurídico de ISONOMIA. Sendo as leis humanas cheias de falhas e injustiças, consideram todas pessoas iguais, imaginem o Deus Criador? Ele também nos considera iguais, mas a grande diferença entre a justiça humana e o Deus Criador é que, quem nos criou sabe exatamente quais são nossas necessidades individualmente, necessidades, não desejos, e supre a cada uma delas quando nos entregamos inteiramente a Ele!
Vejamos versículos 1 e 2 de Atos 10
1 ¶ E havia em Cesaréia um homem por nome Cornélio, centurião da coorte chamada italiana,
2 Piedoso e temente a Deus, com toda a sua casa, o qual fazia muitas esmolas ao povo, e de contínuo orava a Deus

Já ouviram, já conhecem, já praticam o Evangelho, mas, ainda, não estavam salvos. Atos 11:13 e 14, Pedro narrando o que havia acontecido.
Quantos familiares nossos são piedosos, tementes a Deus, dão esmolas e até oram, parecem até que acreditam mais em Deus do que nós, porém, não tomaram conhecimento de que Jesus É o Caminho a Verdade e a Vida e ninguém, vai ao Pai senão por Ele. João 14:6. Outros familiares nossos estão tão contaminados com esse mundo que não acreditam mais em nada, esses temos que investir mais tempo e muito mais que falar é mostrar o que significa ter Jesus em nossas vidas!
Numa família de 6 pessoas, pai, mãe e 4 filhos, cada um nessa família tem uma necessidade, necessidade não desejo, cada filho é igual ao outro perante os pais, mas cada um tem uma necessidade diferente e para que esta família viva em harmonia é necessário que cada necessidade seja suprida, seja em palavras, abraços, exemplos etc..
Eu tenho que identificar meus familiares e tratar de suas necessidades individualmente, quem já conhece e quem ainda não crê, e fazer algo por cada um, para que sejam Salvos!
É desejo de Deus que TODOS se salvem: II Pedro 3:9 ? O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Ao contrário, Ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento.? NVI.

2. NOTIFICÁ-LOS
Já que hoje meus exemplos estão em termos jurídicos, uma notificação é fazer prova de recebimento ou de se ter dado conhecimento. A Notificação é personalíssima, isto é, ela só poderá ser entregue a quem estiver destinada!
No versículo 33b ??Agora, pois, estamos todos aqui, na presença de Deus, prontos para ouvir TUDO o que te foi ordenado da parte do Senhor.?
Todos reunidos e sabendo do propósito! Receberam a notificação e a entenderam.
Nossa comunicação com nossa família deve ser clara, eficaz. Aprendemos que um processo de comunicação é composto de linguagem verbal, o que falamos, e linguagem não-verbal, o que fazemos. Para que sejamos entendidos o que fazemos deve condizer com o que falamos!
Já ouviram aquela estória, do garotinho que aparece na igreja com seu travesseiro, cobertor e brinquedos, e ao ser questionado o que estava fazendo, ele responde francamente: ?quero morar aqui na igreja, pois meu pai como pastor é o pai que eu gostaria de ter!?
Devemos notificar nossos familiares, esta notificação deve ser personalíssima, ou seja, direta, individual. E devemos ter certeza de que a notificação foi recebida e entendida!
A minha vida cotidiana deverá ser a melhor e mais eficaz NOTIFICAÇÃO aos meus familiares.

3. APRESENTÁ-LOS
Tendo identificado cada um, depois notificá-los da necessidade de salvação, agora é momento de apresentá-los diante de Deus, é nesse momento que o Espirito Santo de Deus toma a direção e já não importa mais o nosso esforço é a parte de Deus fazer, convencê-los.
Leia os versículos 34 a 48 lembrando que Pedro=EU.
A convicção de Pedro (EU) era tão forte que enquanto ainda falava, Cornélio e todos presentes (MINHA FAMÌLIA), recebeu as palavras com tal convicção que foram batizados com o Espírito Santo, exaltavam a Deus em línguas estranhas.
Minha postura diante da minha família, fará com que elas tenham ou não convicção naquilo que falo, e tenho que apresentar o Plano de Salvação por completo pois a fé vem por ouvir e ouvir pela palavra. Romanos 10:17, Paulo advertindo-nos, em outra versão na Revista e Atualizada diz: ?E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.?
Nosso trabalho cessa da mesma forma que o trabalho do agricultor, que encerra seu esforço na semeadura, o crescimento vem de Deus! Ele limpou a terra, a adubou, tirou as ervas daninhas, regou, seu esforço encerra-se ali, o mistério do crescimento é de Deus!
Devo apresentá-las à Jesus! Falando, explicando completamente o Plano de Salvação, levá-los à adorar e engrandecer ao nosso Deus e assim levá-los as águas do Batismo, Marcos 16:16 ?quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado.? e em João 3:5, Jesus nos fala ?quem não nascer da água e do espírito não pode entrar no Reino de Deus.?
Devemos apresentá-los a Jesus! E falar-lhes sobre a necessidade de crer e ser batizado, mas o convencimento vem do Espirito Santo de Deus!

CONCLUSÃO

Meus esforços para levar minha família a Salvação: Identificá-los, Notificá-los e Apresentá-los. Você pode me dizer, mas se no final é Deus que vai convencê-los por que tenho que me esforçar tanto para levá-los a Salvação? Lembra do agricultor? Como irá colher se não semear?
Estamos no fim de ano, muitas festas, as pessoas estão sensíveis, estão ansiosas pelo novo ano, muitas amedrontadas, meu desafio é utilizar-se deste momento para fazer o esforço requerido de cada um de nós! Tome a frente nas festas e fale às pessoas, mostre sua cara, mostre o diferencial em sua vida! Fale de Jesus, fale de sua esperança, de suas expectativas em Deus! Fale da sua tranqüilidade em deixar que Deus seja seu pastor.
E certamente, você colherá frutos que saltarão para a vida eterna! Oremos agora, para que Deus
nos auxilie, nos oriente para que estes esforços sejam corretos e válidos.

Mensagem Ministrada pela Pra. Jane Spada na Sede Nacional em 07/12/2008
Assunto: Culto da Família
Título: O que tenho feito pela salvação da minha família?
Referência Bíblica: Atos 10:1-48


Espalhe por aí


Comentários
Deixe seu comentário